terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Palavra do Pastor

1º Domingo do Advento
Domingo, 03 de dezembro 2017 
Evangelho Marcos 13,33-37

Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia e dai-nos a vossa salvação.
Padre Evaldo Carvalho
Padre Evaldo Carvalho-CM
Pároco.

O nosso texto está integrado na terceira parte do discurso escatológico. Refere-se diretamente ao final dos tempos e à atitude que os discípulos devem ter face a esse encontro último e definitivo com Jesus. O seu objectivo não é transmitir informação objetiva acerca do “como” e do “quando”, mas formar os discípulos e torná-los capazes de enfrentar a história com determinação e esperança.

O Evangelho deste domingo começa com uma parábola – a parábola do homem que partiu em viagem, distribuiu tarefas aos seus servos e mandou ao porteiro que vigiasse – e termina com uma advertência aos discípulos acerca da atitude correta para esperar o Senhor. Primitivamente, a parábola contada por Jesus seria dirigida aos discípulos e teria como objectivo recordar-lhes o dever de guardar e fazer frutificar os tesouros desse Reino que Jesus lhes confiou antes de partir para o Pai.

O “dono da casa” da parábola é, evidentemente, Jesus. Ao deixar este mundo para voltar para junto do Pai, Ele confiou aos discípulos a tarefa de construir o “Reino” e de tornar realidade um mundo construído de acordo com os valores do Reino. Os discípulos de Jesus não podem, portanto, cruzar os braços, à espera que o Senhor venha; eles têm uma missão – uma missão que lhes foi confiada pelo próprio Jesus e que eles devem concretizar, mesmo em condições adversas. É necessário não esquecer isto: esta espera, vivida no tempo da história, não é uma espera passiva, de quem se limita a deixar passar o tempo até que chegue um final anunciado; mas é uma espera ativa, que implica um compromisso efetivo com a construção de um mundo mais humano, mais fraterno, mais justo, mais evangélico.

Quem é o “porteiro”, com uma tarefa especial de vigilância? Na perspectiva de Marcos, o “porteiro” parece ser todo aquele que tem uma responsabilidade especial na comunidade cristã… A sua missão é impedir que a comunidade seja invadida por valores estranhos ao Evangelho e à dinâmica do Reino. A figura do “porteiro” adequa-se, especialmente, aos responsáveis da comunidade cristã, a quem foi confiada a missão da vigilância e da animação da comunidade. Eles devem ajudar a comunidade a discernir permanentemente, diante dos valores do mundo, aquilo que a comunidade pode ou não aceitar para viver na fidelidade ativa a Jesus e às suas propostas.

Todos – “porteiro” e demais servos do “senhor” – devem estar ativos e vigilantes. A palavra-chave do Evangelho deste dia é esta: “vigilância”. Contudo, “vigilância” não significará, para os discípulos, o viver à margem da história, num angelismo alienante, evitando comprometer-se para não se sujar com as realidades do mundo e procurando manter a “alma” pura e sem mancha para que o Senhor, quando chegar, os encontre sem pecados graves; mas será o viver dia a dia comprometido com a construção do Reino, realizando fielmente as tarefas que o Senhor lhes confiou. Essas tarefas passam pelo compromisso efetivo com a construção de um mundo novo, um mundo que viva cada vez mais de acordo com os projetos de Deus.

O nosso texto assegura aos discípulos, em caminhada pelo mundo, que o objetivo final da história humana é o encontro definitivo e libertador com Jesus. “O Senhor vem” – garante-lhes o próprio Jesus; e esta certeza deve animar e dar esperança aos discípulos, sobretudo nos momentos de crise e de confusão. Mesmo que tudo pareça ruir à sua volta, os discípulos são chamados a não perder a esperança e a ver, para além das estruturas velhas que vão caindo, a realidade do mundo novo a nascer.

Que devem os discípulos fazer, enquanto esperam que irrompa definitivamente esse mundo novo prometido? Devem, com coragem e perseverança, dar a sua contribuição para a edificação do “Reino”, sendo testemunhas e mensageiros da paz, da justiça, do amor, do perdão, da fraternidade, cumprindo dessa forma a missão que Jesus lhes confiou.


Oração
Pai, que a purificação da fé predisponha-me para ir ao encontro do Senhor. Como o homem pagão, quero manifestar uma fé imensa no poder salvífico de teu Filho Jesus.

Informativo ECC: Edição Dezembro/2017





segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

VI Festival de Musica e Canções do Espirito Santo

A Comunidade de São José da Paróquia São Pedro e São Paulo, realizou na noite deste sábado dia 02 de dezembro de 2017 o 6º VI Festival de Musica e Canções do Espirito Santo. O Festival foi abrilhantado com varias participação na categoria Solo e mais outros na galeria grupos, foi bastante positivo.



sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Festa de Nossa Senhora Imaculada Conceição - Abertura

A Comunidade Imaculada Conceição a mais nova comunidade da Paróquia São Pedro e São Paulo, deu inicio da sua primeira festa da sua padroeira neste diia 30 de novembro com a celebração da Santa Missa em honra a Imaculada Conceição. A Celebração de abertura dos festejos foi presidida pelo Visitado da Província de Fortaleza da Congregação da Missão, o Padre Silvio Mitozo., CM.

O Festejo encerra no dia 08 de dezembro de 2017.



terça-feira, 21 de novembro de 2017

Celebração de Investidura e Reinvestidura Mestre de Cerimônias

O Ministério de Mestre de Cerimonias da Paróquia São Pedro e São Paulo realizou na missa deste 33º Domingo ado tempo Comum, dia 19/11/2017 a Solenidade de Investidura para os novo mestre de cerimônias e a renovação de compromisso com os mestres de cerimonia já reinvestidos.



terça-feira, 14 de novembro de 2017

Missa de envio da Pastoral Familiar

Neste 32º Domingo do Tempo Comum, dia 12/11/2017 foi celebrada a Missa de envio da Pastoral familiar em nosso paróquia.

Padre Evaldo Carvalho enalteceu o desempenho e o esforço da comissão Arquidiocesana da Pastoral Familiar juntamente com o casal Coordenador da nossa Paróquia para que fosse implantada a Pastoral em nossa paróquia.



domingo, 5 de novembro de 2017

Missa pró Enem 2017

A Paróquia São Pedro e São Paulo, celebra a Missa em ação de Graça para os candidatos que irão fazer as prova do Enem. teve a bença e distribuição de canetas e águas para os candidatos que participaram da celebração. Essa missa foi iniciativa do Setor Juventude da nossa paróquia.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

XXVII Encontro de Casais com Cristo

A união das equipes da Sala e de Ordem e Limpeza do XXVII ECC deu a origem da Equipe Roxa, veja quem são os participante da equipe destaque 2011.
Tarefa realizada pela equipe Roxa de Amor por Cristo, na Gicana do ECC 2011 da Paróquia de São Pedro e São Paulo. No tempo da brilhantina, bons tempos não voltam mais.